segunda-feira, 8 de junho de 2015

Star Wars - O que eu mudaria no Retorno de Jedi

Depois de detonar a segunda trilogia Star Wars pensei em mexer em um vespeiro: propor mudanças nos filmes clássicos. Não consegui. Ou melhor, consegui apenas em um... Vamos lá.


Em Uma Nova Esperança sempre achei meio estranho que Obi Wan estivesse tão perto do Luke e tenha esperado 20 anos para treiná-lo. Pensei que isso poderia ser melhorado com R2-D2 entregando a mensagem de Leia diretamente para Obi Wan, que já estaria treinando Luke como padawan a anos... mas por fim, entendi que vemos o filme pela ótica de Luke, somos introduzidos àquele universo por ele, e que se ele já conhecesse a Força talvez a história não funcionasse tão bem. A ideia de alguém sair do nada e se tornar um grande herói talvez seja mesmo mais interessante do que acompanhar alguém já treinado.
A única mudança que eu faria neste filme seria Chewie ganhar uma medalha também.

O Império Contra-Ataca é para mim, assim como para grande maioria dos fãs, o melhor filme da saga. Não tem nem como sugerir mudanças. 

Por fim, O Retorno de Jedi. Esse sim daria para mudar. Veja bem, eu adoro o filme. E vou ser sincero, não tenho nada contra os Ewoks. Acho interessante a ideia do Império ter sido derrotado devido à sua arrogância quanto à espécie nativa da lua florestal de Endor, mas ainda assim, este episódio podia ter sido melhor trabalhado. Vamos por partes:

1 - Sabemos que os heróis passaram por volta de um ano procurando o Han Solo. Acho que neste meio tempo Luke poderia ter ficado treinando com o Yoda. Faria mais sentido, ao meu ver.
Resolver isso seria até bastante fácil, somente invertendo a ordem de algumas cenas. Depois da cena inicial, de Vader chegando à segunda Estrela da Morte, o filme deveria seguir para a cena em Dagobah, onde Luke descobre que Leia é sua irmã, ao invés de Tatooine. Esta inversão daria a ideia de que Luke estava naquele sistema dando continuidade ao seu treinamento desde o fim dos acontecimentos do Império Contra-Ataca. Depois da morte do mestre Yoda, Luke receberia um holograma de Leia dizendo que haviam encontrado Han e seguiria para Tatooine a fim de ajudar no resgate.
O próprio resgate ficaria melhor trabalhado. Sempre achei o plano envolvendo todos os personagens muito estranho. Por que infiltrariam Lando, depois mandariam os droids, depois Leia e Chewie e só depois Luke iria? Nesta minha proposta, Leia se passaria por bounty hunter antes do irmão chegar ao planeta. Ela é descoberta ao descongelar Han. Só então Luke chega à seu planeta natal e bola o plano de esconder seu sabre em R2 e mandar os droids até o castelo de Jabba. O fim da cena seguiria praticamente igual, com Luke libertando a todos e Leia matando Jabba.

2 - Na Lua Florestal de Endor: Ok, as pessoas não gostam dos Ewoks. Mas acho que é mais por serem ursinhos do que pela ideia de seres tecnologicamente inferiores vencerem o império.
Quem sabe se pudessem ter apenas um design menos fofinho já ajudasse? Poderiam ser retratos como seres mais violentos e ameaçadores ou invés de bobos, ingênuos e atrapalhados. Minha sugestão seria trocar os simpáticos ewoks pelos bem mais temíveis guardas gamoreanos, seus lobos e suas monstruosas montarias, os blurrg (ambos vindo diretamente de outra produção da Lucasfilm, Ewoks: The Battle for Endor).

Gamoreanos, lobo e blurrgs


Todo o segundo ato poderia ser melhorado: Enquanto Leia conhece o pequeno gamoreano Wicket após a perseguição aos Stormtroopers em suas Speederbikes, os demais rebeldes são aprisionados pelos gamoreanos. De volta ao local do acampamento rebelde, Leia encontra apenas C-3PO, que havia conseguido se esconder.
O droid traduz a língua de Wicket e a princesa descobre que um "forasteiro do céu" dominou os gamoreanos. Este forasteiro é ninguém menos do que Boba Fett, que fora contratado pelo Império para lidar com os nativos de Endor. O vilão conta com alguns outros mercenários para dominar o povo local.
Com ajuda de Wicket Leia liberta seus amigos quando estão prestes a serem mortos na vila dos gamoreanos. Han derrota Boba Fett em um "duelo" enquanto os outros heróis derrotam os demais mercenários. O povo fica grato por ter se libertado do vilão e seus comparsas. O fim da história na vila seria igual ao original, com C-3PO contando as histórias do Império para eles e Luke deixando o local após contar para Leia sobre serem irmãos.
Na batalha contra o Império os gamoreanos usariam, além das armadilhas parecidas com o do filme real, lanças, espadas, machados, lobos e os blurrg (estes para atacar diretamente os walkers). Usariam também alguns blasters que eram da trupe de Boba Fett.

3- Um coisa específica do filme me incomoda muito: se pararmos pra pensar, qual o papel de Vader ou Luke na derrocada do Império? Neste terceiro filme nenhum. Beleza, Luke não passa para o lado negro, Vader mata Palpatine e volta a ser "do bem"... mas e daí? O que isso adianta para os Rebeldes? Nada! De qualquer forma os Rebeldes destruiriam a Estrela da Morte com o Imperador dentro (bem, a não ser que ele fugisse antes...). Os Ewoks foram mais importantes para a rebelião do que os dois.
Outro aspecto que o filme deixa meio a desejar: tudo bem que o campo de força da Estrela da Morte foi destruído... mas e as outras naves imperiais? Ficaram olhando os Rebeldes? Elas tinham uma grande vantagem numérica e poderiam ter vencido mesmo com o fim da estação espacial.
E por fim: Porra, Império, não aprendeu nada com a primeira Estrela da Morte? Por que deixaram esse buraco imenso que leva ao reator?
Acho que dava pra arrumar esses três "defeitos" de uma só vez:
- Vader e Luke, após a morte de Palpatine, assumem o comando da arma principal da estação espacial e passam a destruir as naves imperiais. Com a batalha ganha, Vader sobrecarrega o reator a fim de destruir a própria Estrela da Morte*. Daí pro fim poderia ser tudo igual. Eles tentam fugir, Vader tira a máscara e tudo mais.
E nada de aparecer fantasma de um Anakin jovem!

4- Acho que a Leia tem pouco desenvolvimento em todos os filmes. No VI ela descobre que é irmã de Luke e é basicamente isso. Ela poderia ter usado a Força em algum momento na batalha de Endor.
Em último esforço um Stormtrooper pega o detonador das bombas que os rebeldes colocaram no gerador do escudo da Estrela da Morte e o joga no meio do reator, um lugar inalcançável. Leia então usa a Força para que o detonador venha à sua mão e aciona as bombas.

* Consigo imaginar essa cena toda:
Vader, no chão após matar Palpatine, diz para Luke que ele tinha razão e que agora eles tem que ajudar seus amigos da Rebelião. Pede ajuda para ir até o controle da arma. Luke o ajuda a andar até lá.
Ao entrar na sala de controle, Vader pede para todos saírem. Soldados o obedecem, afinal, ele é o segundo em comando e ninguém sabe da morte do Imperador ainda.
Ao ficarem sós na sala, os Skywalker assumem os comandos, mas percebem que as naves rebeldes estão próximas do esquadrão imperial para evitar a Estrela da Morte. Luke diz "eles estão sendo dizimados lá e não podemos atirar sem atingi-los!". Vader responde "tenha fé em sua irmã, Luke".
Em terra, os rebeldes conseguem finalmente destruir o gerador do campo de força. Naves rebeldes vão em direção à base espacial para ataca-la, saindo de perto da frota imperial. Vader abre fogo contra os Star Destroyers.
Depois de eliminar grande parte deles, enquanto alguns fogem e outros são derrotados pelas naves rebeldes, Vader diz para Luke que eles precisam agora destruir a nave mais perigosa, a própria Estrela da Morte, e sobrecarrega a arma. Ambos fogem em direção à um hangar para escaparem.
Depois da cena em que Vader morre, Luke foge e a estação espacial acaba explodindo.  Anakin Skywalker enfim se redimiu, acabando com a grande força militar do Império.

** A cena de Lando e Wedge por dentro da Estrela da Morte é muito boa para ficar de fora desta minha versão. Eles podiam ter destruído o Superstar Destroyer daquela forma.





...